The last Day: Rio Fashion Week

No lounge da Ipanema - Fashion Rio Outono/Inverno 2011

Uma maratona de desfiles, gravação de novela, reportagens e badalações e a semana de moda carioca chega ao seu último dia.


Três lindas e simpáticas modelos: Bruna Tenório na chegando ao píeur Mauá para mais uma maratona de desfiles; Ellen Jabour trabalhando nas gravações do Top Fashion para o canal Fashion TV para o canal (detalhe vestido de Marc Jacobs... Arrasou como sempre!) e a top veterana Thalita Pugliesi após desfilar para Coca-Cola Clothing.)

Depois de ver muitas figurinhas fashion, trocá-las e ainda acompanhá-las chegamos ao último dia das badalações da semana de moda do Rio de Janeiro. O corre-corre de sala de desfile em sala de desfile termina hoje e os fashionistas já se preparam para o Fashion Week, a maior semana de moda do Brasil. As marcas que se apresentam hoje são:
15.01 - sábado
18h - Nica Kessler
19h - OEstudio
20h - Andrea Marques
21h - Lucas Nascimento
22h - Ausländer
Ao lado foto com Adal Vieira, eu mesmo, (risos) e a top que faz maior sucesso internacionalmente Thalita Pugliesi.

E agora vamos às tendências dos últimos dias e os acontecimentos mais marcantes desses últimos dias.


A quarta-feira foi o último dia de desfiles do Rio-à-Porter e como sempre me atrasei e cheguei apenas para os dois últimos desfiles dos três que se apresentariam. A marca Balasarae trouxe uma tendência que eu amei. Cachecol listrado, outros em tom de beje. O estilista Pedro Cardoso apresentou uma coleção de inverno com bermudas mais curtas e sequinhas, blazers de algodão com risca de giz sobrepostos aos casacos de moleton (adorei essa idéia!) e ternos com calças com caimento no estilo italiano, bem ajustadas. Os cardigans de lã também chamaram a minha atenção! E queridos leitores, definitivamente o cinza é a cor da estação. O cardigã que o modelo ao lado usou no desfile é uma das promessas pra essa estação. (As fotos desse desfile foram retiradas do blog disponível em http://blog.bolsademulher.com/tuda/2011/01/12/rio-a-porter-desfile-balasarae/ acesso em 15/1/2011)


Encerrando os desfiles do Rio-à-Porter e último da edição foi o da grife de Bianaca Marques, inspirado em tribos indígenas. Mas as índias da grife carioca oscilaram no humor. Começaram alegres, fortes e explosivas. As peças vieram em seda e tafetá em tons de laranja fortíssimo contrastando com o preto e trabalhados na estamparia, assim como o vestido que Yasmin Brunet usou combinando com um longo cocar azul. Em um segundo momento, surgiram looks de tons mais moderados, como bege e cinza. Penas foram onipresentes em todos os looks, até mesmo na terceira e última parte quando a índia queria ir para a balada e trocou as cores pelo preto e a seda pela transparência das rendas. Agora muito estranho foi a top Yasmin Brunet sair correndo no pós-desfile do backstage como se tivesse esquecido algo ou perdido o vôo. Nem mesmo a agente da modelo saiu assim. Juro que eu não entendi e não tive como entrevistá-la, nem fotografá-la mais de perto. Sensação da primeira fila foi Guilhermina Guinle com quem estive e elogiou meus óculos. Mas a foto com Guilhermina só será postada depois que eu voltar para Minas.


(Indira Carvalho, Lucy Horn, uma das que mais desfilaram no Rio-à-porter e desfilará na próxima semana no Fashion Week e Paula Lorenzo foram as tops destaque do Rio-à-Porter.)


Bom... Indira Cravalho, fotografou para nossas lentes e o Rio-à-Porter terminou nesta última quinta-feira 13/1/2011 com um bate-papo da nossa queridinha Costanza Pascolato e Glória Kallil com o público, a convite do Rio-à-Porter, mediado pelo diretor de arte Alberto Renault. Aproveitando o tema desta edição do Fashion Rio (Alma carioca), as editoras começaram falando sobre a relação que têm com a cidade. “Eu lembro quando cheguei ao Brasil, da Itália. Foi nesse mesmo porto em que estamos hoje que pisei pela primeira vez no país, em 1945", recordou Costanza. “Eu nasci em SP, mas fui concebida no Rio: meus pais moraram muitos anos na cidade”, destacou Gloria, que nos anos 1980 chegou a ter seis lojas de sua Fiorucci na capital fluminense. “Na época, o Rio era o coração pulsante da moda”.


Eu e Estevão Baldêz, ao mencionarmos a Costanza Pascolato que ela estava maravilhosa ela simplesmente disse: "Quê isso! É o óculos e o cabelo. É Costanza!".

A seguir, falaram um pouco sobre suas trajetórias e aproveitaram para discutir sobre assuntos em voga atualmente, como o fast fashion e o que pode acontecer com a indústria nacional com a chegada das gigantes TopShop e H&M. "O problema não são as marcas de luxo e sim essas com preço médio que estão para chegar. É a hora da indústria carioca ficar esperta. Ela sempre soube fazer essa modinha rápida”, ressaltou Gloria, que deixou claro que agora é o consumidor que está com “a faca e o queijo nas mãos". “Nos anos 1980, os industriais decidiam tudo, como seria a moda, as cores e o preço. Hoje o consumidor dita tudo”.

Gloria e Costanza aproveitaram para comentar o setor bem a fundo. “Morro de ódio quando a pessoa diz que é estilista e não sabe nem costurar”, ferveu Costanza. “Pior, muitos não conhecem nem tecido”, completou Gloria. Sobrou até para o mercado: “antes de pensarmos em exportação, vamos fazer direito as nossas coisas”, disparou a diretora da tecelagem Santa Constancia. “Não dá para ir 10 anos ao mesmo desfile e ver sempre o blazer com a manga costurada errada”, fechou a diretora do Chic. Para os próximos anos, elas apostam que o fast fashion ainda será muito discutido e que o melhor caminho para a moda brasileira é investir em criatividade.

Disponível em:

http://chic.ig.com.br/moda/noticia/no-rio-a-porter-gloria-e-costanza-alertam-sobre-o-perigo-do-fast-fashion-internacional-para-as-industrias-brasileiras

Acesso em: 15/1/2011


MARIA BONITA EXTRA



As sobreposições são indispensáveis para dar ritmo ao desfile. Tules fininhos, rendas delicadas, organzas e transparências cintilantes ocupam o mesmo espaço que lãs, moletons em tecidos pesados, texturas e capuzes. O pesado e o leve não disputam entre si, mas convergem em uma expressão de equilíbrio. Das estampas via-se pouco, como se elas estivessem em um movimento mais frenético do que o próprio caminhar das modelos sobre o palco escuro. Pássaros que voavam lentamente e flores invernais em fundos arroxeados davam leveza e melancolia às peças. Quanto às cores, vieram pálidas, combinadas com fortes tons. O azul acinzentado, o rosa lívido e a cinza mescla tornavam-se mais vívidos quando colocados ao lado de raios de amarelo ou camelo ou ainda sobre paetês brilhantes. Outros detalhes, como o matelassê, enfatizavam o ponto de visto esportivo, enquanto o cardigan na versão curto, sobreposto a finas camisas transparentes ou na versão comprida, carregavam os vestígios da delicadeza feminina.



Quanto à silhueta, esta é bem languida, frouxa, que contorna o corpo com tecidos fluidos e leves sem delinear formas, mas sim deixar nuance. A alfaiataria e o tricô são elementos chave da coleção, que trás maxi saias e macacão soltinho e para os sapatos, oxfords caramelo e meias sobrepostas em tom sobre tom, além sapatinhos de dança com laços frontais combinados à mochilas esportivas. (Algumas informações para registrar as tendências da marca foram retiradas e estão disponíveis no link http://is2fashion.blogspot.com/2011/01/desfile-maria-bonita-extra.html acesso em: 15/1/2011.)

Enquanto isso, a novela tititi gravava em mais um desfile do fashion rio. Desta vez, o reporter internacional Jason Campbell, aquele que é um amor de pessoa nos colocou dentro do desfile e com direito a convites do pit de fotógrafo. Íris Valverde desponta na primeira fila e dizia já estar cansada de gravar a mesma cena por causa de alguns erros de filmagem. Nesta gravação, o amigo Marcelo Mourah foi quem tietou a musa enquanto a belíssima top brasileira Aline Weber, abriu o desfile da grife, onde outros nomes conhecidos como Alicia Kuczman, Luana Teifke e a nova angel da Victoria's Secret Laís Oliveira despontavam na passarela. A grife Coven apresentou-se em seguida e trouxe uma tendência bem ao contraste preto e barnco.

Veja o vídeo: Marcelo Mourah está atrás de Ísis Valverde.



Com a top, figurinha da VOGUE Brasil, Aline Weber, eu, Adal Vieira e o look que Guilhermina Guinle adorou (o óculos) e Ellen Jabour a camisa.

Grifes apostaram em detalhes inspirados em looks dos anos 70 e 90 durante os desfiles no Píer Mauá, Zona Portuária do RJ. Cintura alta promete fazer muito sucesso em 2011

O desfile de Walter Rodrigues abriu o terceiro dia da maratona do Fashion Rio com uma pegada urbana e clásica. A coleção foi apresentada no centenário pátio do Instituto Superior de Educação, na Zona Norte do Rio, na manhã desta quinta-feira.

O Outono/Inverno do designer faz referência à cultura milenar dos mulçumanos. Uma releitura do navy também fica evidente no duo preto e off-white, listras e zíperes. (Disponível em: http://www.clicrbs.com.br/especial/sc/donnadc/19,0,3174689,Alfaiataria-e-carro-chefe-de-Walter-Rodrigues-no-Fashion-Rio-2011.html acesso em: 15/1/2011)

O terceiro dia de desfiles do Fashion Rio Outono/Inverno 2011, no Píer Mauá, teve celebridades na passarela. Reynaldo Giannechini e Mayana Moura, que fizeram sucesso como o vilão Fred e a estilista Melina da novela “Passione”, estavam entre o casting de modelos da grife TNG.

A noite fashion começou com Grife Têca. A marca levou às passarelas diversas referências à indumentária japonesa, principalmente aos quimonos, que foram desenvolvidos pela estilista com técnicas de alfaiataria e estilo próprio. As modelos desfilaram tops e corpetes demarcando o busto, além de bodies e das calças capri, sucesso dos anos 90, que voltam revisitadas e ganharam dobras e estampas.

A Totem levou às passarelas uma coleção baseada na estética soul. O preto e o branco, além do vermelho e do metal foram as cores-chave da coleção, que priorizou os macacões largos e os vestidos longos tomara-que-caia esvoaçantes. Cintura marcada e alta para as mulheres e shorts e calças para os homens. A boca de sino, típica da moda disco dos anos 70, volta na próxima estação nos looks da marca, mas, dessa vez, nos braços.

Já a Printing escolheu fazer um inverno de cores fortes e iluminado pelos brilhos de paetês. Fugindo das tradicionais combinações pesadas para o inverno, a grife investiu na ludicidade com jogo de luz e sombra, recortes assimétricos e cores tropicais. O exótico marcou presença com penas cobrindo casacos e acessórios. O jogo de luz e sombra se deu pela combinação de tons terrosos e preto com uma cartela de cores vivas como azul royal, amarelo limão, verde floresta, coral e pink.



A TNG fechou o dia. Abrindo o desfile, os atores Reynaldo Giannechini e Mayana Moura arrancaram gritos da plateia. A inspiração da coleção foi o movimento Beatnik americano, uma revolução cultural de meados dos anos 50 proposta por jovens intelectuais contra o estilo de vida americano pós guerra. O lifestyle dessa geração se refletiu em roupas que exalavam rebeldia e desejo por liberdade. O jeans foi uma das estrelas principais da coleção, que prezou pelo conforto, com looks básicos, mas sem esquecer da elegância boêmia. Tecidos como algodão e lã também compuseram a atmosfera vintage.


Cantão aposta em formas geométricas enquanto a Coca Cola no clima de aventura. Depois, foi a vez da Redley, R. Groove e mais outras grifes apresentar suas novas coleções

A Cantão abriu o penúltimo dia de desfiles da edição outono/inverno do Fashion Rio 2011. O evento ocorreu pela manhã no Parque Lage, no Jardim Botânico, Zona Sul do Rio, e trouxe como tendência para o inverno a relação entre arte e espaço urbano, com cores alegres e tons sóbrios dividindo a cena, além de referências gráficas e orgânicas. À noite, no Píer Mauá, mais cinco grifes apresentaram suas coleções. Estampas de formas geométricas estão em alta para as próximas estações.

A Cantão optou por roupas de silhueta pouco marcada, com volumes em mangas, barras de vestidos, golas e cintura baixa. Vestidos longos com bolsos laterais, calças pijamas, sobreposições também estiveram na passarela. A grife investiu também em trabalhos geométricos. O brilho ficou por conta dos paetês bordados nas estampas.


Liberdade e aventura foram os nortes da coleção da Coca Cola Clothing, que abriu os desfiles da noite. Nas passarelas, os modelos desfilaram estampas inspiradas no céu e no deserto da Califórnia. Aproveitando a oportunidade quero desejar a representante da Coca- Cola Clothing Renata Giovanini um Feliz Aniversário, que além de comemorar o sucesso do desfile da Coca-Cola Clothing soprava as velinhas no mesmo dia. Simpática, super extrovertida e dinâmica, eu e meu amigo promoter Roberto Rodrigues a conhecemos no lounge da Coca-Cola onde batemos altos papos. Ela escolheu para a noite de desfile e para comemoração de seu aniversário nada melhor que um look da Coca-Cola Clothing e muito bem escolhido. Apesar de surgir uma outra garota vestida com o mesmo look não roubou as atenções de Renata, uma vez que, a trança feita por Renata e o derrière das costas à mostra fizeram toda a diferença. Com isso, Sucesso garota e nos vemos por estas edições da semana de moda. Já o segundo desfile foi o da Redley, com o tema “Evolução”, com roupas de ares futuristas, cortes assimétricos, poucas estampas, um visual básico e unissex.




A R.Groove resolveu ir a dois lugares, aparentemente desconexos, mas que, na passarela do Fashion Rio, fizeram todo o sentido: o exército e os Andes. Ao som dos Beatles, a coleção evocou o clima sessentista da banda, misturado a um clima on the road.




A Espaço Fashion encerrou a noite com doces sentimentos e lembranças. O desfile trouxe modelagens desconstruídas, movimento, volumes, cores e estampas suaves. A grife investiu em estampas suaves em roupas fluidas e de recorte assimétrico. Muitos vestidos e saias longas estiveram acompanhadas de sobreposições e muito volume com drapeados, dobraduras, plissados, babados e amarrações. Mangas bufantes e calças sarouel também fizeram parte do conceito. E por último na noite de ontem, desfilou a grife New Order. Muita correria e quase perdi esse desfile devido ao atraso para chegar na sala de desfile.



A MAIS NOVA ANGEL DA VICTORIA'S SECRET É DA AGÊNCIA JOY



Adal Vieira e a top Laís Ribeiro, a mais nova recrutada para o time de tops da grife de lingeries Victoria's Secret. Ela está em quase todos os desfiles e despontando belíssima. Pra quem assistiu ao Victoria's Secret Fashion Show 2010, viu que a morena deu um show a parte. Simpática e educada, a nova angel já foi matéria aqui do blog quando na abertura do Rio-à-Porter em janeiro de 2010, o salto de Laís, assim que entrou na passarela saiu deslizando passarela a fora. Elegantérrima, ela seguiu e não se deixou esquivar com o fato. e olha que a passarela era uma descidinha e o salto era 20 ctm. Sucesso angel!


Me exibindo em frente a homenagem ao estilista Carlos Tufvesson nos lounges do Fashion Rio e depois foto com o próprio nos arredores do evento.


Adal Vieira com Preta Gil e Lia do BBB.

Sem mais delongas, tenho que correr agora para o Píeur Mauá para o último dia de Fashion Rio. Depois trago outras news.


LOUNGE DA COCA-COLA

Bernardo Mesquita, aquele que ganhou o Concurso Príncipe da Xuxa e faz o papel de Fred na novelinha Malhação apareceu pelo fashion rio para assistir o último desfile da noite de ontem, o da grife TNG. Simpático atendeu às fãs, fez fotinho com todas e depois encontrei-o no lounge da Coca Cola. Claro, meninas! Não perdi a oportunidade de pedí-lo uma foto para o blog e foi assim, com esse jeitinho meio muleque, meio extrovertido que o fotografei.
Outro galã que também apareceu por lá, foi Duan Socci, o terceiro lugar do concurso. Para quem achou que ele desapareceu, que nada! Foi badaladíssimo após o desfile da grife. Muito simpático e com o cabelo mais curto, Duan é um show de garoto. Bom... o Rio-à-porter acabou ontem e a matéria com as novas novidades da moda outono/inverno 2011, Fashion Rio e as últimas matérias do rio-à-Porter vocês curtem amanhã aqui no blog. Hoje, já estou de saída para o Fashion Rio e muita movimentação hoje também. A Coca Cola Clothing desfila hoje e promete ser um arraso a nova coleção. (Na foto ao lado aproveitei para registrar uma foto com o galã.)

Eu, Adal Vieira e Duan Socci

2 comentários:

jaqueemerick disse...

Hello my dear Adal Vieira, andei lendo por aí que o batom bem vermelho e os coques bem no alto da cabeça serão destaques na estação e para quem tem o rosto fino um coque no alto da cabeça fica lindo, juro, tentei fazer um em mim, mas como o rosto é redondo não curti... então my dear personal stylist para rostos redondos o que podemos fazer???
Kisses

Miss Emerick

Adalberto Vieira da Silva disse...

Rs... adorei Miss Jaque! Realmente o batom bem vermelhoestá com tudo nesta próxima estação. parece estarmos revisitando o século XX, no período em que as mulheres queriam ser pálidas e divas, assim como Marilyn Monroe. Sugiro pra quem quer aderir ao estilo de coque e batom e que tem um rostinho mais arredondado, fazer um meio coque em uma das extremidades da cabeça e deixar o resto de cabelo caindo sobre os ombros. Capriche no batom e diminua na sombra que resolver usar, porque exageros não estão previstos para nosso outono/inverno 2011. Ou pra quem preferir, o coque também pode ser daquele que registrei ao lado das tops Aline Schneider e Paula Lorenzo. Ajuda a diminuir o formato arredondado do rosto. bjs

Postar um comentário

Copyright © aDaL by aDaL